O que a inovação tecnológica nos processos eleitorais visa, possibilidades abertas pela participação do cidadão por meio de aplicativos que ativam o voto remoto.

Em 8 de março, o Instituto Eleitoral da Cidade do México (IECM) iniciou o processo de emissão de votos e / ou pareceres para a eleição da Comissão de Participação Comunitária 2020 (CO- PACO) e a Consulta do Orçamento Participativo 2020 e 2021 através do Sistema Eletrônico pela Internet (SEI) remotamente. No domingo, 15 de março, o dia da eleição será realizado pes- soalmente nos centros de votação.

Nesta eleição, 2 dos 20 mecanismos e instrumentos de partici- pação cidadã estabelecidos pela nova Lei de Participação Ci- dadã da Cidade do México serão submetidos. Entrou em vigor em 12 de agosto de 2019, substituiu a Lei de Participação do Cidadão do Distrito Federal e ampliou os direitos dos habitantes da Cidade do México nesta questão. Os 20 instrumentos e me- canismos são tanto de democracia direta, como de participativa e representativa.

O Orçamento Participativo é o “instrumento pelo qual a cida- dania exerce o direito de decidir sobre a aplicação dos recursos que a Prefeitura concede, para que seus habitantes otimizem seu ambiente, colocando projetos de obras e serviços, equipamentos e infraestrutura urbana. e, em geral, qualquer melhoria para suas unidades territoriais. Os recursos do orçamento parti- cipativo corresponderão a quatro por cento do orçamento anual das demarcações aprovadas pelo Congresso.”1 Na Cidade do México, existem 1.815 unidades territoriais compostas por colô- nias, cidades, bairros e unidades habitacionais.

O valor global do Orçamento Participativo para este ano é de cerca de 1,4 bilhões de pesos mexicanos.

Existem 8 etapas deste processo consultivo:

  1. Formação de assembleias dentro de cada uma das uni- dades territoriais para que os moradores possam delibe- rar sobre os problemas que detectam e, como resultado, projetos específicos podem ser registrados posteriormen- te – 20 de novembro a 20 de dezembro a partir de 2019.
  2. O registro de projetos pode ser enviado por qualquer morador da Cidade do México – 13 de dezembro de 2019 a 20 de janeiro de 2020
  3. Validação técnica, financeira e legal dos projetos pelo órgão julgador – 20 de dezembro de 2019 a 24 de janeiro de 2020
  4. Publicação de projetos válidos – 25 de janeiro de 2020 5.Designação de identificador alfanumérico para cada projeto por loteria para identificá-los durante o dia da consulta – 26 de janeiro de 2020
  5. Designação de identificador alfanumérico para cada projeto por loteria para identificá-los durante o dia da consulta – 26 de janeiro de 2020
  6. Divulgação de projetos – 4 de fevereiro a 4 de março de 2020
  7. Dia eletivo e entrega de resultados – SEI: 8 a 12 de março de 2020. Presencial: 15 de março de 2020 Assembleia de Avaliação e Prestação de Contas – Se- gundo Semestre de 2020
  8. Assembleia de Avaliação e Prestação de Contas – Se- gundo Semestre de 2020

No total, o IECM recebeu 43.141 projetos, o que equivale a aproximadamente 23 projetos para cada uma das unidades te- rritoriais, dos quais 24.890 foram aprovados e serão submetidos à opinião dos cidadãos. De acordo com os dados apresentados pelo Instituto, mais mulheres participaram desse tipo de exercí- cio, apresentando 58,73% dos projetos. O item mais frequente foi o de infraestrutura urbana com 52,83%. Quanto à população beneficiada, crianças em todos os sexos estão no topo da lista com 93,69% e os menos beneficiados foram as mulheres com 2,60%.

A Comissão de Participação Comunitária é um órgão repre- sentativo que existe em cada unidade territorial, “composto por nove membros, cinco de gênero diferente dos outros quatro, eleitos em dia eletivo, por voto universal, livre, direto e secreto. Eles terão um caráter honorário e não remunerado e durarão três anos.”2 O gênero mais representado deve ser o de maior representatividade nas listas nominais de cada unidade territo- rial, pouco mais de 99% das unidades territoriais têm maioria de mulheres. Além disso, estão previstas ações afirmativas para que jovens (18 a 29 anos) e pessoas com deficiência e idosos façam parte das comissões.

As etapas são 7:

  1. Registro e validação de pedidos. O registro é individual e alguns dos requisitos são possuir credencial de voto, residir pelo menos 6 meses antes na unidade territorial e não ser funcionário público – 28 de janeiro a 16 de feverei- ro de 2020
  2. Publicação de candidaturas – 17 de fevereiro de 2020
  3. Atribuição do número de identificação para o dia da eleição – 19 de fevereiro de 2020
  4. Atos de promoção – 20 de fevereiro a 4 de março de 2020
  5. Dia eletivo – SEI: 8 a 12 de março de 2002. Presencial: 15 de março de 2020
  6. Integração da COPACO – 18 de março
  7. Entrega da prova e tomada de protesto – Registros: 19 e 21 de março de 2020. Protesto: 1ª quinzena de junho de 2020

O IECM registrou 23.251 pedidos, dos quais 55,60% corres- pondem a mulheres e 44,4% a homens. Além disso, 5,53% co- rresponde a solicitações de pessoas com deficiência. O registro pode ser feito pessoalmente ou on-line através da plataforma digital do Instituto.

A Lei de Participação do Cidadão da Cidade do México esta- belece as diretrizes para a campanha eleitoral da COPACO: a propaganda deve ser de mão em mão, os pôsteres não podem ser afixados ou colados, o uso de recursos públicos é proibido e a promoção do uso de slogans, cores ou nomes de partidos políticos. O limite de gastos foi estabelecido em $ 2.000 MXN.

A novidade deste processo eleitoral é o uso de um aplicativo para emitir votos ou opiniões nas eleições locais. O IECM im- plementará o SEI de duas maneiras: pessoalmente, nas mesas de recebimento de votos e de opinião equipadas com dispositi- vos que terão votação virtual e remotamente, por meio de um aplicativo disponível para um dispositivo móvel inteligente. Esta opção estará disponível até 12 de março para todos aqueles que pré-registraram.

Embora o Instituto tenha implementado o SEI há mais de cinco anos, foi incorporando novas ferramentas, como esta aplicação, facilitando uma maior participação do cidadão. Como inovação tecnológica nos processos eleitorais e na participação do cida- dão, o aplicativo permite o reconhecimento facial biométrico, o que garante maior segurança e confiabilidade no sistema de vo- tação na Internet.

Da mesma forma, pela primeira vez, os cidadãos da Cidade do México que residem fora do país e têm credenciais para votar com domicílio na capital, poderão emitir opiniões remotas do ex- terior na eleição da COPACO 2020 e na Consulta de Orçamento Participativo 2020 e 2021. Para eles, eles devem ter pré-registro usando o aplicativo desenvolvido pelo IECM antes de 25 de fe- vereiro.

 

Nicole Vuarambon

Coordinadora de CAOESTE.

Suscríbete a nuestro boletín

Únase a nuestra lista de correo para recibir las últimas noticias y actualizaciones de nuestro equipo.

You have Successfully Subscribed!

Share This